ATENÇÃO: Quarta-feira com alto risco de temporais em SC

Previsão: alto risco de temporais localizados com chuva forte em alguns momentos, descarga elétrica, granizo e rajadas de vento acima de 60 km/h, começando pelo oeste e sul do Estado no decorrer da madrugada e manhã, e nas demais regiões a partir da tarde. Acumulado de chuva: 40 a 60 mm em média no Oeste e Meio-Oeste e de 15 a 30 mm nas demais regiões, podendo ocorrer pontuais maiores.

Sistema: avanço de uma frente fria por SC.



_____________

RECOMENDAÇÕES DA DEFESA CIVIL SC

Tempestades com descargas elétricas (raios), ventos fortes e granizo: Proteja-se em local abrigado, longe de placas, de árvores, de postes de energia e de objetos que podem ser arremessados. Se não encontrar um abrigo, agache-se com os pés juntos, com a cabeça encostada em seu peito ou entre os joelhos e as mãos cobrindo suas orelhas ou apoiadas em seus joelhos. Se estiver na praia, jamais fique na água. Não olhe para o raio. Se estiver em casa ou qualquer outro local abrigado, desligue os aparelhos eletrônicos, não use o telefone, fique longe das janelas e lembre-se, o banheiro em alvenaria é o melhor local durante uma tempestade!

Alagamentos/inundações: evitar o contato com as águas e não dirigir em lugares alagados. Evitar transitar em pontilhões e pontes submersas e cuidado com crianças próximas de rios e ribeirões.

Enxurradas: Não fique próximo às margens de rios e ribeirões, principalmente em regiões de relevo acentuado, montanhoso e pequenos vales, pois muitas vezes há temporais intensos sobre os topos e cabeceiras, gerando repentinamente grande quantidade de água num curto espaço de tempo. Este tipo de evento adverso apresenta grande poder destrutivo, podendo arrastar veículos, pessoas, animais e mobílias por vários quilômetros. A força das águas pode ainda provocar o rolamento de blocos de pedras, arrancar árvores, destruir edificações e causar deslizamentos de terra nas margens.
_____________

Qualquer problema deve ser comunicado à coordenadoria municipal de Defesa Civil, através do telefone de emergência 199, Corpo de Bombeiros 193 ou Polícia Militar 190.

 

Gilsânia Cruz e Marcelo Martins – Meteorologistas (Epagri/Ciram)

error: Este conteúdo é protegido. As fontes estão mencionadas no final da matéria.