Balneário Camboriú cai de 26ª para 35ª, melhor cidade para fazer negocio no Brasil

Diferente do que foi divulgado amplamente pela prefeitura de Balneário Camboriú, a cidade não é a segunda melhor cidade do Brasil para se fazer negócios.
A informação divulgada, se refere a apenas um dos quatro recortes feito na pesquisa da Urban Systems. Balneário Camboriú, de fato, ficou em 2º lugar apenas no quesito Desenvolvimento Social.

O Ranking das Melhores Cidades para Fazer Negócios é um estudo produzido anualmente pela Urban Systems para a revista Exame. O estudo, originado por outro estudo anteriormente realizado, também para a revista, focado em regiões do país com maior oportunidade de crescimento, avaliar as cidades mais atrativas para o desenvolvimento de negócios, considerando condições e infraestrutura disponíveis.



A pesquisa apresenta também quatro recortes do tema, focando nas melhores cidades em relação ao:

• Desenvolvimento Econômico.
• Capital Humano.
• Desenvolvimento Social.
• Infraestrutura.

Este Ranking das Melhores Cidades para Fazer Negócios é calculado através da metodologia de análise estatística chamada: IQM® – Índice de Qualidade Mercadológica.
Nos quatro recortes trazidos pela pesquisa, Balneário teve ficou em segundo lugar apenas no quesito Desenvolvimento Social. Subindo uma posição com relação a 2017.

Dentre os indicadores, a cidade de Balneário Camboriú subiu uma posição levando em consideração a nota do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) de 5,2, o crescimento de 8,2% da renda média dos trabalhadores formais, tratamento de esgoto de 90,8% sobre o volume coletado, baixo índice de homicídios e um potencial para aumentar o índice de coleta de esgoto, hoje em 88,8% dos domicílios da área urbana da cidade.

Como Balneário se saiu nos outros recortes?

A verdade é que, no quadro geral, Balneário Camboriú caiu de 26º para 35º lugar como a melhor cidade para se fazer negócios no Brasil. Os demais quadros podem ser vistos abaixo.

Desenvolvimento Econômico: Neste recorte, a cidade desceu de 11º para 17º lugar.

Capital Humano: Neste recorte, a cidade subiu de 79º para 70º lugar.

Infraestrutura: Neste recorte, a cidade subiu de 63º para 17º lugar

Os resultados, num todo, não são ruins tendo em vista que o Brasil possui 5.570 municípios. Figurar entre os 40 melhores, de fato, é algo a ser comemorado.
Porém, a informação divulgada pela prefeitura leva a população, e até mesmo possíveis investidores, ao erro.

Parte do Quadro Geral, pode ser vista abaixo. Para ter acesso ao estudo completo, BAIXE O ARQUIVO AQUI

 

Comente Abaixo
error: Este conteúdo é protegido. As fontes estão mencionadas no final da matéria.