Campanha de vacinação contra gripe influenza é prorrogada em Itajaí

A campanha de vacinação contra gripe influenza foi prorrogada pelo Ministério da Saúde até 15 de junho. A decisão foi tomada nesta terça-feira (29), em função das dificuldades de mobilidade enfrentadas pela população, devido à paralisação dos caminhoneiros e ao consequente desabastecimento de combustíveis. A Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (DIVE-SC), no entanto, informou que no Estado a campanha vai até 8 de junho.

Podem se vacinar gratuitamente na rede pública idosos com 60 anos ou mais, crianças maiores de seis meses e menores de cinco anos, gestantes, mulheres que tiveram bebê até 45 dias após o parto, trabalhadores de saúde de órgãos públicos e privados, professores de escolas públicas e privadas e pessoas com doenças crônicas não transmissíveis.



O Ministério da Saúde ainda orientou que, após o término da campanha, caso haja disponibilidade de doses, a vacinação pode ser ampliada para crianças de cinco a nove anos de idade e adultos de 50 a 59 anos. Na semana passada, Itajaí atingiu 62% da meta da campanha. Ao todo, foram aplicadas 23.496 doses em pessoas do grupo prioritário, além de 6.254 doses em doentes crônicos e 1.597 doses em clínicas privadas.

Os grupos que menos se vacinaram até o momento são professores, mães no pós-parto, crianças e gestantes. Já os idosos foram os que mais aderiram à vacinação. No entanto, cerca de 14 mil pessoas do município ainda precisam se vacinar.

O secretário de Saúde de Itajaí, Celso Luiz Dellagiustina, ressalta que a população do grupo prioritário, considerado mais vulnerável à doença, não deve perder a oportunidade de ficar protegido contra a gripe. “A vacina é forma mais eficaz de se evitar complicações graves da influenza”, comenta.

Dellagiustina informa ainda que Itajaí deve seguir a recomendação do Ministério da Saúde, já que pela falta de combustível as pessoas do grupo prioritário tiveram seu acesso à vacinação prejudicado. O município também precisou suspender a busca ativa aos pacientes, como medida de racionamento. “Mesmo se ampliássemos os horários de atendimentos nas unidades, a população continuaria com dificuldades de acesso por falta de combustível, por isso adotamos essa medida”, afirma.

Salas extras

Além das unidades de saúde, foram abertas duas salas de vacina extras para atender a população: uma na Unidade de Assistência Médica Especializada do Centro Integrado de Saúde (CIS), das 8h às 12h e das 13h às 17h (exceto sextas, quando o funcionamento é até as 15h); e outra no Centro de Referência de Doenças Infecciosas (Ceredi), próximo ao Itajaí Shopping, das 10h às 14h. As demais salas funcionam em horário normal, conforme programação de cada unidade.

Quem pode se vacinar:
– Idosos com 60 anos ou mais
– Crianças maiores de seis meses e menores de cinco anos
– Gestantes
– Mulheres que tiveram bebê até 45 dias após o parto
– Trabalhadores de saúde de órgãos públicos e privados, inclusive dos setores administrativos
– Professores de escolas públicas e privadas, inclusive dos setores administrativos
– Pessoas com doenças crônicas não transmissíveis (respiratórias, cardíacas, renais, hepáticas, neurológicas e diabéticas) e outras condições especiais (imunossupressão, obesos, transplantados e portadores de trissomias)
– Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas
– População privada de liberdade
– Funcionários do sistema prisional

___________________________________
Informações adicionais:
Secretaria da Saúde de Itajaí
Departamento de Vigilância Epidemiológica
(47) 3249-5500

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: Este conteúdo é protegido. As fontes estão mencionadas no final da matéria.