Ex-namorado suspeito de matar designer Bianca é preso em Blumenau

O suspeito de matar a ex-namorada em Blumenau, no Vale do Itajaí, Everton Balbinot de Souza, de 30 anos, foi preso nesta sexta-feira (27), informou o delegado David Serraf, da Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso (Dpcami). A designer de moda Bianca Mayara Wacholz, de 29 anos, foi morta na quarta-feira (25) com um tiro na cabeça.

Na noite de quinta-feira (26), ele se apresentou à Central de Polícia Civil e foi liberado. Segundo a Polícia Civil, o pedido de prisão preventiva por feminicídio ainda não havia sido acatado pela Justiça.



“Após a sua liberação, aproximadamente 30 minutos depois da sua liberação aqui na delegacia, o mandado de prisão foi expedido e hoje, através de diligências e investigações, conseguimos localiza-lo. Ele não resistiu”, informou o delegado Bruno Effori.

O crime ocorreu na casa da mãe dela, no bairro Itoupava Central. Testemunhas contaram que o ex pulou o muro e invadiu a casa. Ela tentou correr, mas foi morta no banheiro. O relacionamento da designer de moda com o motorista de aplicativo durou pouco mais de um ano. O corpo da designer de moda foi velado e cremado na tarde de quinta-feira (26).

Segundo o delegado da Dpcami, na noite de quinta-feira quando o suspeito se apresentou, ele estava acompanhado de dois advogados e se reservou ao direito de permanecer em silêncio. “Como não estava mais no estado de flagrante não foi possível realizar a prisão”, disse Serraf.

Ainda de acordo com a Polícia Civil foi feita a solicitação da prisão preventiva no final da tarde de quinta. “No momento que ele se apresentou não estávamos autorizados a efetuar a detenção, pois não tinha sido autorizada pelo Poder Judiciário”, explicou.

Segundo a polícia, a principal linha de investigação é de feminicídio e indica a possibilidade de Everton ter efetuado o disparo contra a ex-namorada, já que testemunhas oculares e até mesmo familiares confirmaram a autoria da ação. Além disso, de acordo com o depoimento das testemunhas à polícia, ele teria ligado para o pai dele e confessado o crime.

error: Este conteúdo é protegido. As fontes estão mencionadas no final da matéria.