Homem é preso e material para fazer 9 mil comprimidos de ecstasy é apreendido

Um homem de 24 anos foi preso e material para produzir cerca de 9 mil comprimidos de ecstasy foram apreendidos em Florianópolis e Camboriú, informou a Central de Investigações Leste e Sul da capital catarinense. O preso não tinha passagens criminais.

A operação foi coordenada pelo delegado Ronaldo Moretto e ocorreu entre a noite de quarta-feira (24) e esta quinta (25).



“A operação começou ontem [quarta] no final da tarde, quando fizemos uma campana na frente do laboratório. Às 21h a gente “estourou” o local, daí fizemos a primeira grande apreensão. Durante a madrugada, mais uma apreensão, em uma residência de Camboriú”, disse Moretto.

Nas duas operações, foram retidos 5.666 comprimidos de ecstasy e um quilo do material ainda em pó, que se manufaturado, chegariam a 9 mil comprimidos, segundo a polícia. Também foram apreendidos dezenas de pés de maconha.

No Campeche, ficava um laboratório de drogas sintéticas e estufa para o plantio de maconha. Também havia uma prensa para confecção de comprimidos. O homem preso morava no local. Em Camboriú, também houve a apreensão de comprimidos de ecstasy e pés de maconha. A Polícia Civil não esclareceu a ligação dos dois locais de apreensão.

Polícia apreendeu armas no Campeche na segunda-feira — Foto: Polícia Militar/Divulgação

Polícia apreendeu armas no Campeche na segunda-feira — Foto: Polícia Militar/Divulgação

Crimes no Campeche

Na segunda-feira (22), um homem de 27 anos morreu em um confronto com a Polícia Militar na noite de segunda-feira (22), no bairro Campeche. Houve trocas de tiros e quatro suspeitos foram detidos na ação.

Conforme o delegado Ronaldo Moretto, apesar das ações envolverem o mesmo bairro não estão relacionadas. “Campeche é uma região muito grande e estamos trabalhando com foco intenso na repressão, mas as ocorrências não teriam conexão”.

Segundo o delegado, na segunda, a suspeita é que o tráfico de drogas ocorria ligado a um grupo criminoso. Já a última ocorrência seria um “delito bastante sofisticado”, ainda em investigação.

Na segunda, além das prisões, foram apreendidos uma balança de precisão, dois rádios comunicadores, munições, cerca de R$ 4 mil em dinheiro, além de cocaína, crack e maconha em pequenas porções. Depois, a polícia apreendeu duas armas e um carro de luxo.

Drogas, dinheiro e celulares foram apreendidos no Campeche — Foto: Polícia Militar/Divulgação

Drogas, dinheiro e celulares foram apreendidos no Campeche — Foto: Polícia Militar/Divulgação

error: Este conteúdo é protegido. As fontes estão mencionadas no final da matéria.