Párabará! Carlos Alberto, o “Homem do Chifre e Megafone”, partiu. De verdade.

Figura folclórica de Balneário Camboriú, Carlos Alberto Silva, mais conhecido como o “Homem do Chifre e Megafone“, morreu na manhã desta quarta-feira (20) em uma casa de repouso de Barra Velha, onde estava nos últimos 3 meses.

De acordo com informações, Carlos Alberto se tratava de um câncer no pulmão e vivia em uma clínica geriátrica custeada por amigos.
Ele morreu em decorrência da doença aos 73 anos.
De acordo com o site O Sol Diário, até as 19h, nenhum familiar ou responsável legal foi até Barra Velha identificar o corpo.
Se isso não acontecer, Carlos, que é natural de Recife (PE), será enterrado como indigente.

Décadas atrás, o famoso “Homem do Chifre e Megafone” fazia sua publicidade nas ruas e areias de Balneário Camboriú.
Sempre com seus figurinos arrojados, chapéu de chifre e megafone em mãos, era possível ouvir o famoso grito “Párabará! “

No início dos anos 90, seu maior cliente, que o tornou mais conhecido, era a lendária casa noturna Whiskadão Disco Club.
Vestido em seu maiô roxo, Carlos Alberto, junto com algumas meninas, divulgavam a programação da maior casa noturna do sul do país.
Entre as propagandas do clube, ele brincava com as pessoas, tirava foto com turistas que faziam fila para registrar o momento e gritava sobre os últimos lançamentos da Discolândia Moby Dick.

Confesso que rolou uma nostalgia escrevendo este texto. Lembranças dessa Balneário Camboriú louca e cheio de figuras icônicas.

Joel Pires, Carlinhos Rosa, Harold Shultz e Carlos Alberto.
E que 2017 acabe logo.

 

Foto Linda de Gilberto Hartmann

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com