Traficante cai de ribanceira de 20 metros e quebra o braço durante fuga da polícia em Itajaí.

Na última terça-feira, 29, por volta das 16h, uma guarnição PM prestou atendimento a uma ocorrência de tráfico de drogas na rua Pedro José João, bairro Ressacada.

Segundo informações, um homem, vulgo ‘Bebê’, estaria comercializando drogas na escadaria do morro do bairro Nossa Senhora das Graças, também conhecido popularmente como bairro Matadouro.

Com base nas informações, as viaturas deslocaram para averiguar a denúncia. Já próximo ao local, os policiais avistaram um homem com as características da denúncia. Ao avistar a guarnição, ele empreendeu fuga sentido ao morro.

Em seguida, a Central Regional de Emergência, CRE-190, informou que um solicitante ligou relatando que, um homem que estaria em fuga da polícia, sofreu uma queda no morro de aproximadamente 20 metros de altura e estaria escondido em uma casa em construção, na rua Pedro José João.

De imediato, os policiais foram até o local e realizaram a abordagem de
J. DA R. DE L., vulgo ‘Bebê, de 18 anos, (M). Durante a busca pessoal, foram encontrados nove gramas fracionadas em 46 pedras de crack, embaladas e prontas para a venda, bem como R$100,00 (cem reais) em espécie.

Ao ser questionado sobre o material ilícito, ele admitiu que vende a droga no local onde foi abordado, e na manhã de terça, por volta das 6h30, teria recebido no pátio de um posto, a quantia de R$270,00 (duzentos e setenta) pedras de crack de um homem, vulgo ‘Dodóca’, possível fornecedor da droga.

Após receber a droga, Bebê comercializava cada pedra de crack pela quantia de R$10,00 (Dez reais), após vender toda a droga, pagaria R$200,00 (duzentos reais) a ‘Dodóca’ e ficaria com R$70,00 (setenta reais).

Devido à queda, o agente sofreu diversas escoriações por todo o corpo, sendo encaminhado a Unidade de Pronto Atendimento, UPA, do bairro Cordeiros. Após ser atendido e devidamente medicado, foi constatado que o autor havia quebrado o braço e deveria ser encaminhado ao hospital para ser realizada a cirurgia.

Diante dos fatos, foi proferida a voz de prisão por tráfico de drogas e J. DA R. DE L., foi encaminhado ao órgão competente. Vale destacar que ele já possuía cerca de TREZE passagens pela PM, pelos crimes de dano, ameaça contra mulher, ameaça contra homem, roubo em comércio, roubo e tráfico de drogas.

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com