Zona Azul volta a funcionar em Balneário a partir de Dezembro.

A prefeitura de Balneário Camboriú vai fazer a contratação emergencial de uma empresa para tocar o estacionamento rotativo durante a temporada de verão. Pelo que o DIARINHO apurou, a cobrança da chamada zona azul, desativada desde junho de 2016, voltaria a partir de dezembro, sendo mantida por até seis meses até que o edital para contratar uma empresa definitiva fique pronto.

O texto do edital foi encaminhado na sexta-feira para avaliação do comitê gestor de projetos da prefeitura, conforme informou a gestora do Fundo Municipal de Trânsito (Fumtran), Maria Cristina Alcântara Andrade Hoffmann. O edital pode ser lançando no fim da semana que vem ou na outra semana.

A prefeitura tinha intenção de lançar a licitação definitiva este ano. Após passar por análise do Tribunal de Contas, em setembro, o documento vai precisar sofrer adequações. Com a revisão, ficaria apertado para o governo conseguir fazer a contratação até o fim do ano, observa Cristina.
Assim, fazer um contrato emergencial para garantir o serviço durante a temporada foi a alternativa, segundo a gestora do Fumtran. “A contratação emergencial atenderia a demanda na temporada, enquanto o edital principal segue em paralelo”, afirma Cristina.

Os critérios para retomar o serviço em caráter provisório vão ser mais simples. O sistema vai funcionar com o uso de aplicativos, em celular ou tablets, e será controlado por monitores, abrangendo 2080 vagas. “Sem o uso de papel”, destaca a chefona do Fumtran. A previsão é que o valor da hora seja de R$ 2.
A proposta é que o sistema emergencial fique valendo por cinco ou seis meses. No fim do primeiro semestre de 2018 a prefeitura espera ter condições para fazer a contratação definitiva.
O projeto do governo é lançar modelo de estacionamento com parquímetros, vagas controladas por sensores e usos de novas tecnologias. A zona azul foi suspensa no ano passado por dívidas pendentes da antiga concessionária.

CDL cobra retorno
A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Balneário voltou a cobrar esta semana a volta da zona azul. Na quinta-feira, em cerimônia com o prefeito, a entidade entregou uma carta de reivindicação exigindo urgência na implantação do serviço. A CDL quer evitar que a falta do rotativo provoque prejuízos no comércio no verão.
Na temporada passada, lojistas e clientes já tinham se queixado do problema. “Isso afeta muito o comércio. A gente não consegue parar num café por 15 minutos,” destaca a presidente da entidade, Eliane Colla. “É muita reclamação. E o ano todo”, completa. Para Eliane, a contratação emergencial já serve para atender a necessidade, especialmente nas áreas centrais da cidade.

Info: Diarinho.

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com