Bancada Feminina se reúne para deliberar ações em prol das mulheres catarinenses

A Bancada Feminina da Assembleia Legislativa de Santa Catarina se reuniu, na tarde desta quarta feira (16), para deliberar alguns temas, como a violência contra a mulher. Considerado o terceiro estado com o maior índice de estupro, Santa Catarina está em quarto lugar no que tange ao número de tentativas.

Diante deste cenário lamentável, as deputadas debateram novas ações previstas para avançar nesta luta. De acordo com a deputada Dirce Heiderscheidt (PMDB), a aprovação do programa Ônibus Lilás, que entrará em prática no dia 28 deste mês, será mais uma política de enfrentamento à violência. Segundo a parlamentar, o programa em parceria com a Coordenadoria da Mulher de Santa Catarina visa neste primeiro momento lançar dois ônibus destinados às Agências de Desenvolvimento Regional (ADRs) de Lages e São Joaquim. Consideradas as duas regiões com o maior índice de violência contra a mulher, Dirce destaca que a bancada está atenta em buscar com esse trabalho intimidar os agressores e assegurar mais proteção às mulheres.

À frente da coordenadoria, a deputada Ana Paula Lima (PT) anunciou que no próximo dia 24 a bancada em parceria com a Comissão de Saúde vai promover uma audiência para tratar do exame de mamografia no estado. A parlamentar explica que, mesmo com uma quantidade de mamógrafos considerada suficiente para atender as mulheres em Santa Catarina, ainda é um absurdo a quantidade de mulheres que estão na fila de espera. Segundo Ana Paula, além de averiguar sobre a fila de espera, vamos levantar a questão dos mamógrafos inadequados que estão operando. “Uma prestação de contas da Secretaria de Estado da Saúde revelou que nem todos os mamógrafos utilizados estão em condições aceitáveis nos seus resultados. Esse é um dado preocupante que precisa ser avaliado.”

Na ocasião, as parlamentares informaram que a bancada estará participando de 25 de novembro a 10 de dezembro do movimento ativismo, em Florianópolis, com ações em frente à Catedral Metropolitana.

Tatiani Magalhães
AGÊNCIA AL
Comente Abaixo