Cobrando fatura da eleição

Passou um mês da eleição e já tem gente cobrando a fatura do pleito de 2020. Tanto em Camboriú como em Balneário Camboriú, tem gente agoniada para poder sentar os glúteos nas cadeiras que lhes foram prometidas na eleição.

Tem os que cobram por direito e já tem outros que estariam achando tê-lo, como se mandasse em alguma coisa. Os candidatos que prometeram muito e fizeram pouco são os mais esfomeados.

Marcio Rosa

Recebi algumas informações que o tucano e ex-candidato a prefeito de Camboriú, atualmente secretário no governo Emílio Vieira (PSDB) em Navegantes, Marcio Rosa, estaria cobrando a fatura da tão polêmica foto registada com a chapa vitoriosa do MDB da Capital da Pedra. (corrigido)

Márcio, como quem não quer nada, teria perguntado sobre a posse e nomeações do governo Elcio Kuhnen. Vale lembrar que Marcio vai ficar desempregado no ano que vem, já que Bob Carlos não conseguiu se eleger.

Será que aquela foto com os candidatos emedebistas de Camboriú, aos “45” do segundo tempo, foi uma maneira de se garantir já que o pleito em Navega City estava difícil?

Não te informaram nada ainda sobre as nomeações Marcio? Não te passaram detalhes da posse dos novos membros do governo? Humm… Sabe aquela história do “último a saber”?

Apoio ou troca? 

De acordo com a postagem do prefeito eleito, Elcio Kuhnen, o apoio de Márcio seria por acreditar no melhor para Camboriú. Porque esse interesse pelas nomeações se o apoio foi unicamente pela capacidade administrativa do Jaleco? Me engana que eu gosto.

Lembro de uma frase gritada em alto e bom tom, diante de minha sacada, com um dedo apontado, que dizia: “A sem vergonhice não pode voltar”.

Será que o antigo braço direito do que eles chamam de “sem vergonhice” pode voltar sem problema algum? “Faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço”. Aguardamos as cenas dos próximos capítulos.

Chuva de votos

Do outro lado da BR, banhado pelo Oceano Atlântico, tem candidata que prometeu uma chuva de votos, não fez nem 10% do prometido e tá querendo direção geral de departamento.

A pessoa teve passagens inexpressivas por todos os departamentos que passou (e não foram poucos) e agora quer escolher onde quer entrar? Nem pela capacidade e nem pela votação. Senta, espera e te contenta com o que te derem. Se derem.

Chuva de votos II

O tal do ego é uma coisa triste. Toda eleição é a mesma coisa. O cara se candidata, leva uns votinhos e já quer cargo de destaque em governo. Boa parte dos principais “opositores” do atual governo de BC, nos últimos 4 anos, foram de candidatos que fizeram uma miséria de voto e queriam um lugar ao sol.

Eu poderia listar todos, mas daria muito trabalho. O mais engraçado é que como oposição, fizeram a mesma mixaria de voto. O problema está na majoritária?

A culpa disso é dos próprios candidatos as prefeituras que prometem mundos e fundos e depois tem que se virar para cumprir. Quando cumprem.

Por isso repito algo que postei no meu Facebook por esses dias. “O homem não tem obrigação nenhuma de prometer. Mas tem o dever de cumprir o que prometeu”.

 


 

Cobrando fatura da eleição
Coluna Ácido Úrico – Por Gian Del Sent