Como serão as festas de fim de ano no Vale do Itajaí e Litoral

Entre 14 prefeituras da região, só Blumenau, Balneário Camboriú, Timbó, Bombinhas e Navegantes terão shows musicais ou piroténicos. Crise fez cidades com tradição na virada cancelarem evento

Bom ou ruim, mas certamente com muitos altos e baixos, 2016 começa a ficar no passado. As últimas semanas do ano são marcadas por encontros de encerramento entre trabalhadores e amigos, organização em casa e, claro, para planejar como será o Réveillon, seja para celebrar o que deu certo ou para esboçar um ritual de passagem para tempos melhores.

O Santa consultou as prefeituras de 14 cidades do Vale do Itajaí e do Litoral para mostrar o que está sendo preparado para a virada do ano. Em quatro delas — Penha, Itajaí, Itapema e Porto Belo —, festas que costumavam ser feitas nos anos anteriores foram suspensas. O principal motivo alegado é a economia de recursos para fechar um ano sacrificante para as contas públicas de muitas cidades.

— As prefeituras estão reduzindo aquilo que podem para conseguir ter um ajustamento fiscal e conseguirem fechar as contas no final de mandato. Vários municípios optaram por reduzir eventos e sem dúvida neste final do ano teremos uma redução significativa de festas de fim de ano. É a dura realidade que atinge todos os municípios, inclusive em nossa região — confirma o presidente da Associação dos Municípios da Foz do Rio Itajaí (Amfri), Roberto Carlos de Souza, prefeito de Navegantes.
Ainda assim, dos municípios procurados, cinco vão organizar festas de fim de ano para valorizar a cidade e mobilizar moradores e turistas na hora de dar as boas-vindas a 2017. Confira abaixo a programação dos municípios:

Blumenau

Por aqui, o Réveillon se tornou tradição nos últimos anos. Na virada para 2016, cerca de 75 mil pessoas foram para a Beira-Rio para celebrar a passagem de ano. Nesta virada novamente haverá fogos partindo da Ponte de Ferro, do Museu da Água e da Prainha. Dois pontos com telões na Beira-Rio transmitirão a queima de fogos e haverá serviço de restaurante com jantar especial comercializado na avenida. A programação musical começa às 18h30min, com a banda Moacir Musikanten, segue às 20h30min com a banda Torre de Babel e continua às 22h45min, com a banda Champagne.

Balneário Camboriú

Na praia mais badalada da região, a temporada começou oficialmente no sábado, com shows na Praça Almirante Tamandaré. O local será o mesmo das apresentações musicais da noite de 31 de dezembro. As atrações, entretanto, ainda dependem da conclusão de um edital de chamada de artistas que deve ocorrer no dia 16. No mar, a grande atração será o tradicional show pirotécnico, com mais de 20 toneladas de fogos de artifício para garantir ao menos 15 minutos de espetáculo. Dez balsas ficarão ancoradas a 400 metros da orla da praia, onde são esperadas pelo menos 1 milhão de pessoas. O show de fogos de artifício tem custo estimado em R$ 1,7 milhão.

Navegantes

A noite do dia 31 será marcada por shows com a cantora gospel Paula Medeiros e com a dupla Dany e Rafa. As apresentações ocorrem no palco da Praça Central, a partir das 22h. Haverá também queima de fogos de aproximadamente 15 minutos em três pontos, na ilha da praia de Gravatá, em Meia Praia e na Praia Central. A expectativa é de que o público ao menos iguale o do ano passado, quando cerca de 220 mil pessoas estiveram em toda a orla. Os valores da festa não foram informados. Embora o evento de Réveillon tenha sido mantido, as atividades do Projeto Verão foram suspensas para priorizar a reconstrução do deck destruído pela ressaca no fim de novembro.

Bombinhas

O Réveillon de Bombinhas terá o mesmo roteiro festivo dos últimos anos. A partir das 23h do dia 31, a banda local Noe Jack se apresenta em um palco na Praia de Bombas. Nas praias do Centro, Canto Grande e Zimbros haverá DJs para animar quem for à orla para festejar a virada. Não haverá show pirotécnico no evento da prefeitura para atender a uma lei municipal que proíbe queima de fogos de artifício em áreas públicas. Não foram informados a expectativa de público e os valores gastos com o evento.

Timbó

Será o primeiro ano que a Prefeitura de Timbó irá organizar o evento de Réveillon. A festa ocorre no Parque Henry Paul, no Centro. A estimativa é de que entre 2 mil e 3 mil pessoas se reúnam para se despedir de 2016 em solo timboense. O show de Deco Dalponte e uma queima de fogos serão as principais atrações da noite. Os valores gastos com o evento não foram informados.

— Sentimos a necessidade ao ver que muita gente permanece na cidade no período de fim de ano e queríamos ampliar a nossa programação de Natal — explica o diretor da Fundação Cultural de Timbó, Jarbas Dallabrida.

* As prefeituras de Rio do Sul, Pomerode, Indaial, Gaspar, Penha, Itajaí, Itapema e Porto Belo informaram que não farão festas de Réveillon. A prefeitura de Balneário Piçarras não respondeu até o fechamento desta reportagem.

(Por Jornal de Santa Catarina)

Comente Abaixo