Covid-19: veja as regras para os esportes coletivos e individuais em SC

Fesporte define regras para prática de esportes coletivos e individuais no Estado – Foto: Ricardo Wolffenbuttel/Arquivo/Secom

A retomada das atividades do calendário de eventos da Fesporte (Fundação Catarinense de Esporte) foi autorizada pelo governo de Santa Catarina, conforme o último decreto publicado no DOE (Diário Oficial do Estado), na noite desta sexta-feira (23).

Mesmo assim, ainda foram estabelecidas restrições às práticas esportivas. Confira as principais regras para os eventos no Estado.

Divisão de grupos

A SES (Secretaria de Estado da Saúde), juntamente com a Fesporte, emitiram uma portaria no dia 12 de abril, em que classificam os esportes em categorias de acordo com suas finalidades. O objetivo é orientar a população quanto aos cuidados de saúde relacionados às práticas esportivas.

Assim, são quatro grupos divididos em individuais e coletivos, além de “com contato” e “sem contato”. Eles são praticados indoor (ambiente fechado) e outdoor (ao ar livre), e divididos em competição e treinamento.

Mesmo com a liberação da última sexta, conforme o grupo e a classificação do mapa de risco para Covid-19 de cada região, as práticas tanto em ambientes fechados quanto abertos poderão ser proibidas.

Grupo 1: individuais sem contato direto

Os participantes permanecem afastados, sem que haja contato físico entre eles. Entre os esportes estão o atletismo, a ginástica e o xadrez. Veja as restrições:

Matriz de risco define se esportes em ambientes fechados poderão ser praticados – Foto: Fesporte/Divulgação/ND
Matriz de risco define se esportes em ambientes fechados poderão ser praticados – Foto: Fesporte/Divulgação/ND

Grupo 2: individuais com com contato direto

A prática exige o contato entre os participantes, como boxe, capoeira, MMA e karatê. Nesses esportes, as restrições se intensificam.

Quando há contato, as restrições à prática do esporte se intensificam – Foto: Fesporte/Divulgação/ND
Quando há contato, as restrições à prática do esporte se intensificam – Foto: Fesporte/Divulgação/ND

Grupo 3: coletivas com pouco contato

As atividades são realizadas em grupo, por duplas, trios ou times com dois ou mais integrantes com pouco contato. Exemplos: beach tênis, goalball e remo, tênis de mesa duplas.

No grupo 3, há os esportes em grupo com pouco contato – Foto: Fesporte/Divulgação/ND
No grupo 3, há os esportes em grupo com pouco contato – Foto: Fesporte/Divulgação/ND

Grupo 4: coletivas com contato intenso

Os atletas têm contato intenso entre si nos esportes em grupos, seja duplas, trios ou times com dois ou mais integrantes, como no basquete, voleibol, futebol, futsal e handebol. Neste caso, as restrições são ainda mais rígidas.

Nos esportes em grupo com maior contato, as restrições são ainda maiores para estabelecer segurança – Foto: Fesporte/Divulgação/ND
Nos esportes em grupo com maior contato, as restrições são ainda maiores para estabelecer segurança – Foto: Fesporte/Divulgação/ND

Os eventos costumam sofrer várias atualizações, por isso vale a pena conferir a grade no site da Fesporte.

No eventos, somente é permitida a participação de atletas, comissão técnica e arbitragem. A Fesporte ainda destaca que todos que participarem devem ser vacinados contra a gripe.

Será disponibilizado um questionário que deverá permanecer em arquivo pelo organizador por 14 dias, com o objetivo de rastrear alguém que possa ser infectado. Os dados tem validade para o período do evento esportivo e devem ser renovados a cada etapa.

Proibições e condições de participação

Deverá ser realizado teste rápido para detectar a presença do novo coronavírus no organismo dos participantes em até 24 horas que antecedem as partidas. Caso um membro da equipe teste positivo para Covid-19, todos os integrantes serão impedidos de participar da competição e orientados a procurar o serviço de saúde.

A federação reforça que o uso de máscara é obrigatório por todos os competidores e integrantes das equipes, inclusive para os jogadores que estivem na reserva. Os atletas só poderão retirar a máscara no momento da prática esportiva.

Entre as proibições, estão a troca e doação de uniformes e materiais esportivos entre os atletas; rodas de aquecimento e confraternização antes e após os jogos; cerimoniais presenciais de abertura e encerramento. A cerimonia de premiação individual é a única a ser permitida nas competições.

Atividades comerciais durante os eventos também estão proibidas, o que inclui a venda de bebidas alcóolicas, ambulantes e estacionamentos privados até a 500 metros de distância do local do evento.

Pessoas que apresentarem temperatura corporal superior a 37,8°C, além de sintomas gripais, como tosse, dores no corpo, garganta e cabeça, congestão nasal e falta de ar.

ND Online