Detentos fazem reféns e deixam feridos em rebelião no sul

Presos da Penitenciária Sul em Criciúma, no Sul catarinense, se rebelaram e fizeram dois agentes prisionais de reféns nesta sexta-feira (14). As 15h por meio de nota, a Secretaria de Administração Prisional e Socioeducativa de Santa Catarina informou que os policiais penais que ficaram reféns foram liberados sem ferimentos. Outros dois agentes prisionais foram feridos.

Os agentes devem receber atendimento médico e psicológico. A ocorrência começou por volta das 8h, segundo a polícia. O Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) da Polícia Militar de Florianópolis foi convocado para ir até o local e os reféns foram liberados.

O Serviço Aeromédico (Sarasul) prestou socorro a dois agentes penitenciários que ficaram feridos durante a ação. Um deles sofreu um corte no rosto e outro teve uma lesão na mão. Os dois já foram liberados.

Melhores Condições

Segundo informações iniciais da polícia, um grupo de dez apenados da galeria H rendeu dois agentes penitenciários. Os presos estavam armados com uma espingarda calibre 12, que era de um dos agentes reféns.

Ainda de acordo com informações levantadas pela PM, os presos pedem por melhores condições dentro da penitenciária e desejam falar com representantes do poder judiciário.

“Tomamos conhecimento dessa rebelião. A Polícia Militar está contornando a situação. Entendemos que se trata de uma tentativa dos presos de causarem algum tipo de comoção, por entenderem que têm alguns direitos a mais. Acontece que essa unidade é considerada de segurança máxima, e tem um esquema disciplinar muito rígido. Muitos desses presos não se adaptam e acabam se rebelando” informou à NSC a juíza titular da Vara de Execuções Penais de Criciúma, Débora Zanini.

Penitenciária Sul em Criciúma (SC) — Foto: Departamento de Administração Prisional/Reprodução
Penitenciária Sul em Criciúma (SC) — Foto: Departamento de Administração Prisional/Reprodução

A PM de Criciúma e equipes dos batalhões de Içara e Araranguá, que ficam na mesma região, também auxiliaram na operação. O Corpo de Bombeiros e o Samu também destacaram unidades a pedido da Polícia Militar.

Penitenciária Sul

A penitenciária fica no limite de Criciúma com Araranguá e foi inaugurada em 2008.É considerada uma das mais seguras do sistema prisional catarinense. A Penitenciária Sul tem 690 vagas e encontra-se com 800 apenados. A galeria H, onde aconteceu a rebelião, é para onde são encaminhados presos de lideranças de grupos criminosos do estado.

Barreira policial foi montada a 2 quilômetros da Penitenciária Sul — Foto: Pedro Garcia/NSC TV
Barreira policial foi montada a 2 quilômetros da Penitenciária Sul — Foto: Pedro Garcia/NSC TV

G1 SC