Resposta absurda em prova gera polêmica no seletivo de Camboriú

A prova do processo seletivo para a educação em Camboriú está dando o que falar. A polêmica ferveu essa semana após a divulgação do gabarito e do caderno de provas para o cargo de serviços gerais.

O caso veio a público na tarde desta quarta-feira, em um grupo de jornalistas, através da vereadora Inalda do Carmo, que levantou entre os colegas o questionamento sobre qual seria a resposta correta da questão.

A questão 24 da prova para serviços gerais, trazia uma pergunta sobre a qualidade no atendimento ao público e qual seria alternativa correta a seguir. Para a surpresa de quem fez a prova, a reposta correta é a pior possível.

A alternativa correta, de acordo com o gabarito, é a que a pessoa deve privilegiar os amigos e conhecidos no atendimento, o que dentro do poder público é crime de advocacia administrativa, quando se usa do cargo ou função para benefício próprio ou de terceiros.

No grupo de jornalistas a questão virou piada entre profissionais da imprensa. Embora a assessoria da prefeitura de Camboriú esteja presente no grupo, nenhum deles se manifestou sobre o assunto.

Consultada pela reportagem sobre o posicionamento oficial da Prefeitura de Camboriú, a assessoria ficou de dar um retorno mas não respondeu ate o fechamento desta matéria.

Recurso 

Como o gabarito da prova foi divulgado no último dia 11 de janeiro de 2021, os resultados ainda estão em fase de recurso. Os candidatos que se sentirem lesados pela questão com resposta absurda, podem recorrer ao IOBV, instituto responsável pela realização da prova.

Até a tarde desta quinta-feira, dia 14, o Instituto ainda não havia emitido uma nota sobre o assunto e nem mesmo se manifestado sobre o erro cometido na prova.

 

Comente Abaixo