Juiz julga improcedente nova denúncia do PSDB contra coligação do Podemos

O PSDB de Balneário Camboriú entrou com uma representação contra a coligação “Fazer o Futuro Acontecer” do Podemos, por uma suposta pesquisa irregular que o grupo estaria fazendo durante a campanha.

Mais uma vez sem provas concretas de suas acusações, assim como foi no caso da suposta transmissão de um comício por uma rádio, a coligação “Juntos por Amor a Balneário Camboriú” teve o pedido negado pela justiça eleitoral.

De acordo com a denúncia, a coligação do Podemos estaria “realizando uma pesquisa eleitoral em desacordo com a legislação vigente, sem qualquer amparo científico, através de visitas realizadas por funcionários públicos aos moradores da cidade, tudo com o evidente propósito de colher dados e beneficiar a reeleição do atual prefeito municipal, o candidato Fabrício Oliveira”

O fato é que as provas apresentadas não foram o bastante para convencer o juízo, pois nem mesmo um resultado teria sido divulgado pela coligação do Podemos. A defesa da coligação “Fazer o Futuro Acontecer” foi o bastante para a justiça eleitoral negar o pedido.

“Na espécie, a conduta dos representados de realizar visitas aos moradores da cidade, questionando-lhes sobre sugestões para eventuais mudanças relacionadas à saúde, educação etc., não configura pesquisa eleitoral, especialmente porque não veiculou nomes de candidatos concorrentes e foi realizada sem qualquer critério técnico/científico de levantamento, não sendo sequer divulgada.” manifestou o juiz Claudio Barbosa Fontes Filho.

O Ministério Público Eleitoral também deu parecer pelo indeferimento.

Confira decisão na íntegra 

sentenca-psdb-pesquisa